Bolsa Cabo Verde Digital: para apoiar a construção de um futuro digital

quinta, 20 agosto 2020 14:22

Uma ideia disruptiva, devidamente acompanhada, pode se transformar em novos negócios, numa empresa de sucesso e em mais empregos.

É neste sentido que surge o programa Bolsa Cabo Verde Digital ou CVD Voucher em inglês, lançado pelo Governo de Cabo Verde em março de 2020, implementado pelo Fundo de Promoção do Emprego e da Formação e a Pró Empresa, tem como objetivo proporcionar aos jovens cabo-verdianos mais uma importante oportunidade de desenvolverem soluções com base tecnológica e sobre tudo com a finalidade dinamizar o ecossistema de inovação e de empreendedorismo de base tecnológica para criação do mercado das TIC.

Os processos de acompanhamento e financiamentos nas fases embrionárias dos projetos são extremamente sensíveis e muitas vezes determinantes para a continuidade ou não de projetos com potencial e mercado. Para ajudar a alimentar os sonhos dos nossos jovens, o Governo optou pela criação deste projeto que, além da vertente financeira, vai igualmente dar facilidades de pré-incubação através de uma rede de parceiros (NOSiCVTelecomUnitel T+Universidade de Cabo VerdeUniversidade do MindeloUniversidade Jean Piaget Universidade de Santiago), bem como desenvolvimento de competências chaves para quem escolher empreender.

Pretende-se com este programa, criar as condições para que os empreendedores possam focar exclusivamente em desenvolver as suas ideias e projetar modelos de negócios que respondam às necessidades do mercado e conseguintemente, o surgimento e consolidação de mais ‘startups’ de base tecnológica e mais emprego.

Em fevereiro, foi lançado o concurso público para a 1ª edição do programa, tendo sido registados mais de 120 candidaturas com proposta de soluções de base tecnológica, onde após um processo criterioso de avaliação, foram selecionados 33 projetos de 50 empreendedores que atenderam com todos os critérios técnicos, de ilegibilidade e compliance.

Os empreendedores selecionados terão acesso à assessoria empresarial garantida pela Pro-Empresa e a um programa de pré-incubação com duração de 6 meses.

O programa de pré-Incubação desenvolvido pela Bolsa Cabo Verde Digital é um programa de imersão empreendedora com duração de 6 meses, composto por várias atividades, entre elas workshops/formações/capacitações, ‘networking’, atividades de validação, reuniões de acompanhamento, assessorias/consultorias e mentorias, desenvolvimento do Business Plan, suporte financeiro, jurídico e técnico, criando condições efetivas para que jovens, homens e mulheres possam traduzir o seu espírito empreendedor em negócios de valor para economia digital.

O programa está estruturado em três componentes chaves:

Componente 1 - Desenvolvimento da ideia, do conhecimento e/ou o desenvolvimento da aplicação de resultados de I&D, na produção de novos produtos e/ou prestações de novos serviços.

Componente 2 - Desenvolvimento da componente tecnológica, incluindo a produção de protótipo de alta fidelidade.

Componente 3 - Desenvolvimento do Plano de Negócios, Plano Financeiro e Criação da Empresa.

O Governo optou pela criação deste programa que, vai igualmente dar facilidades de pré-incubação em empresas nacionais de referência, bem como desenvolvimento de competências-chave a quem escolher empreender.

A Bolsa Cabo Verde Digital faz parte de um pacote de medidas desenhadas no âmbito do programa Cabo Verde Digital, uma iniciativa do Governo de Cabo Verde, criada pela Secretaria do Estado de inovação e Formação Profissional e promovida pela Pro-Empresa e Direção-Geral das Telecomunicações e Economia Digital (DGTED), uma plataforma que visa reforçar a comunidade ICT e apoiar na criação do ecossistema digital através da formação e programas de fomento ao empreendedorismo tecnológico em Cabo Verde.

 

© Copyright 2016, Núcleo Operacional da Sociedade de informação - E.P.E. Todos os direitos reservados. | design & concepção: NOSi.