NOSi Akademia, preparando jovens para o mercado global. Bruno Melício- Nokia, Hungria

segunda, 17 agosto 2020 09:46

post nosiakademia post Bruno Melicio Nokia Hungria FINAL1 01

Bruno Carlos dos Santos Melício participou na 2ª edição do programa de Estágios profissionais do NosiAkademia no ano de 2019. Encontra-se, há 9 meses, na capital da Hungria, Budapest. Há 3 meses trabalha como Engenheiro de Inteligência Artificial na conceituada empresa Nokia.

Como tudo aconteceu? Através da Direção Geral do Ensino Superior conseguiu uma bolsa de estudos para o seu Mestrado em Ciências de Computação com especialização em Inteligência Artificial na universidade Eötvös Loránd, e hoje trabalha com um contrato de 6 meses no departamento de Software da Nokia. O estudante sempre curioso e com vontade de aprender, fez estágio no Departamento de Plataformas de Sistemas do NOSi e segundo diz, foi ali que aprendeu as potencialidades e aplicações da Inteligência Artificial (IA), assim como vários programas que envolvem o Cloud Computing. Para Bruno, a única dificuldade está sendo aprender a língua Húngara mas com o seu conhecimento fluente da língua Inglesa consegue comunicar com as pessoas.

Quanto a IA, Bruno acredita que embora Cabo Verde ainda esteja na fase inicial, o país tem potencialidades para criar soluções inovadoras e realizar startups usando IA . E NOSi, como uma instituição nacional de referência em tecnologia, está a um passo à frente, com técnicos e colaboradores capacitados nessa especialização.

Em uma entrevista, o estudante que representa o rosto cabo-verdiano no mundo, explica como o estágio contribuiu para a sua carreira profissional de sucesso:

1-      Qual foi a contribuição do estágio profissional para a sua carreira profissional?

O NOSi Akademia foi o meu primeiro contacto com o mercado de trabalho dentro da minha área de formação. O programa contribuiu para o desenvolvimento de competências alinhadas aos meus objetivos profissionais e às necessidades demandadoras do mercado, como também me proporcionou experiências únicas que enriqueceram o meu currículo. Ainda aprendi sobre Cloud Computing e como aplicar Inteligência Artificial em empresas, conhecimentos que carrego até hoje.

 2-      Que projetos tecnológicos participaste durante esse período?

Durante esse periodo tive o privilégio de participar em três projetos tecnológicos, nomeadamente o:  NOSi Cloud, uma plataforma que oferece serviços Cloud (IaaS, PaaS, SaaS), em que fui encarregado de dar continuidade ao seu desenvolvimento; NOSi Brain, uma plataforma que fornece serviços inteligentes baseados em algoritmos de Inteligência Artificial, fui um dos responsáveis por desenvolver tais serviços como Reconhecimento Facial, Chatbots, entre outros; NOSi Cast, uma plataforma de streaming com conteúdos educacionais, onde a minha função foi desenvolver um algoritmo inteligente para recomendação de vídeos.

3-      Quais os maiores desafios encontrados?

O principal desafio encontrado foi conciliar o estágio com os estudos. Nesse período elaborava o meu trabalho de final do curso cujo prazo de entrega seria em junho, porém teria que ser responsável e respeitar o prazo limite dos projetos que realizava no NOSiAkademia.

Outro desafio foi dar continuidade a um projeto já em andamento. Apesar de bem documentado, não foi fácil entender a lógica por trás do código escrito por outras pessoas. Além disso, as tecnologias utilizadas eram relativamente novas para mim.

Ambos os desafios constituíram momentos difíceis, contudo necessários para o meu crescimento a nível profissional e pessoal, assim como aprender a resistir à pressão.

4-      O estágio profissional trouxe algum benefício para a sua carreira internacional?

Sim, foi crucial para decidir a minha área de especialização, Inteligência Artificial (IA). Apesar de já ter interesse nela, a minha aptidão para Programação Web criou dúvidas quanto ao seguimento de uma carreira em IA.

A minha candidatura ao estágio foi para a área de Desenvolvimento de Software. Porém, quando apercebi-me das funções desempenhadas pelos meus colegas do Departamento de Plataforma e Sistemas, decidi que queria fazer parte dela.

Foi uma decisão importante porque tive a oportunidade de aplicar meus conhecimentos de IA em problemas práticos, o que constituiu um fator relevante para a escolher como carreira profissional a seguir.

 5-      Deixe uma mensagem para os jovens

Aos jovens deixo a seguinte mensagem: Atrevam-se a sonhar alto! Não deixem que o medo de falhar vos impeça de realizar vossos maiores desejos. Acreditem no vosso potencial! Com fé, dedicação e humildade, tudo se alcança independentemente do desafio. Lembrem-se: “A diferença entre o sucesso e o falhanço é mais uma tentativa.” (Ken Poirot)

 

© Copyright 2016, Núcleo Operacional da Sociedade de informação - E.P.E. Todos os direitos reservados. | design & concepção: NOSi.