Nações Unidas apoiam Cabo Verde na melhoria do ambiente de negócio e da Administração Pública

quarta, 10 abril 2019 09:06

Cabo Verde e as Nações Unidas assinaram nesta terça-feira, 10 de abril, na cidade da Praia,  o Plano de Trabalho Conjunto de 2019 que, segundo o ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros vai “melhorar o ambiente do negócio” no país assim como a Administração Pública.

“Acreditamos que as áreas definidas, pela sua implicação directamente no Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável, mas também nos Objectivos de Desenvolvimento das Nações Unidas – Agenda 2030, vai contribuir, de forma muito significativa, para lutarmos contra a pobreza, melhorarmos o funcionamento das instituições e, sobretudo, para aumentarmos a resiliência do país”, precisou Luís Filipe Tavares, em declarações à imprensa à margem do acto de assinatura do referido plano.

Para o chefe da diplomacia cabo-verdiana, o país está a “trabalhar afincadamente” para reforçar as suas instituições, com vista a garantir a sustentabilidade do processo do desenvolvimento nacional.

O referido Plano importa 20 milhões de dólares, sendo que 15 milhões, de acordo com o ministro, já estão garantidos, enquanto os restantes, prossegue, Cabo Verde e as Nações Unidas vão continuar a trabalhar no sentido de os conseguir.

“Acredito que com este plano as pessoas vão sentir, no seu di-a-dia, a melhoria das suas condições de vida”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, acrescentando que o objectivo é o de não deixar ninguém para trás, conforme o lema da Nações Unidas para Agenda 2030.

Além de instituições públicas, o plano contempla também projectos de desenvolvimento apresentados pelas Organizações Não-Governamentais (ONG), assim como do sector privado.

No dizer de Luís Filipe Tavares, as Nações Unidas têm feito um “trabalho extraordinário” em Cabo Verde, sempre na perspectiva de boa governação, na melhoria do ambiente do negócio no arquipélago e na luta contra a pobreza.

Por sua vez, a coordenadora do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça, destacou o envolvimento dos parceiros para que o Plano de Trabalho ora assinado “reflicta as prioridades nacionais bem definidas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável e nos vários planos sectoriais que estão a ser implementados pelo Governo e pela sociedade”.

© Copyright 2016, Núcleo Operacional da Sociedade de informação - E.P.E. Todos os direitos reservados. | design & concepção: NOSi.