Cabo Verde participa no primeiro concurso internacional de robot nos EUA

terça, 20 junho 2017 08:50

Cabo Verde participa com quatro estudantes e um professor no primeiro concurso internacional de robot que se realiza de 16 a 18 de Julho, em Washington (EUA), informou o Ministério da Educação.

Os alunos Augusto Regalo e Caetano Jesus, do Liceu Ludgero Lima, José Pedro Brito e Silviane Correia, da Escola Industrial e Comercial do Mindelo, e o professor João Pinheiro são os representantes de Cabo Verde no concurso.

Para Augusto Regalo, a participação de Cabo Verde neste concurso é “muito importante” para o país, tendo em conta que o mundo é cada vez mais movido pela tecnologia.

“A nossa participação vai despertar interesse para que começam a realizar concurso do tipo em Cabo Verde e fomentar as competições entre jovens com projectos envolvendo robótica e tecnologias, possibilitando, assim,  o desenvolvimento científico no país”, salientou Augusto Regalo.

A equipa cabo-verdiana que vai ao evento foi apresentada hoje à comunicação social na presença da directora nacional de Educação, Adriana Mendonça, que realçou a importância da participação do país no concurso.

“A participação de Cabo Verde neste concurso é importante porque o Ministério da Educação pretende incentivar o gosto pela ciência, matemática, engenharia para que os jovens possam interessar-se por essas áreas”, sublinhou Adriana Mendonça.

O primeiro concurso internacional de robot é um evento organizado pela First Global e conta com a participação de representantes de mais de 150 países do globo.

A organização deste primeiro concurso elegeu como tema central “O acesso à água limpa”, e o evento tem como objectivo reflectir como cooperar como sociedade global para resolver a crise de água.

Destaca-se igualmente como objectivo deste concurso a criação de uma próxima geração de líderes científicos que trabalharão juntos para resolver alguns dos problemas mais prementes do mundo.

A First Global organiza um desafio anual de robótica internacional para promover o gosto pela Ciência Tecnologia, Engenharia e Matemática, entre os mais de dois bilhões de jovens de todo o mundo.

Esta instituição pública, sem fins lucrativos, fornece o quadro para um desafio de robotização de estilo “olímpico”, onde uma equipa de cada país é convidada a participar num evento de robótica global que construa” pontes” entre alunos do ensino secundário, com diferentes idiomas, religiões e costumes.

Visa depositar neles “aquela semente” para a disseminação da informação e conhecimento nestes domínios nos seus próprios países, bem como garantir o acesso a redes internacionais nesta matéria.

É a primeira vez que Cabo Verde participa numa iniciativa desta natureza, perspectivando também ser este um dos caminhos para o alcance de um dos desideratos que se tem para a educação que é o investimento na ciência, na inovação, nas redes e abertura dos nossos jovens ao mundo, lê-se num comunicado do Ministério da Educação.

Fonte:inforpress

 

 

© Copyright 2016, Núcleo Operacional da Sociedade de informação - E.P.E. Todos os direitos reservados. | design & concepção: NOSi.